segunda-feira, 23 de março de 2009

Acidentes

Hoje colocarei alguns dos acidentes de grande porte ocasionado em sua maioria por negligencia humana. Sempre estaremos sujeitos a acidentes. Porém podemos minimizar essa porcentagem significativamente. Com base nas datas dos respectivos acidentes podemos afirmar que evoluímos nesse conceito, e que são menos freqüentes acidentes desse porte. Não é o caso mas não podemos deixar de citar, que ainda não é difícil vermos no noticiário pequenos acidentes com produtos químicos.


Flisborough (Reino Unido, 1974) - Explosão de uma planta de caprolactama devido à ruptura de tubulação. 28 mortos;


Three Mile Island, Harrisburg, Pensilvânia (EUA). 1979. 200 mil pessoas abandonaram a região nos primeiros dias depois do desastre.


Chernobyl. Explosão de um reator da usina em 1986, espalhou radioatividade em quantidade superior a 10 bombas atômicas do tipo lançado em Hiroshima. Danos: Morte de 10 mil pessoas e arredores. 600 mil trabalhadores encarregados da limpeza de Chernobyl após os desastres foram afetados pela radiação em doses críticas e 200 mil pessoas foram retiradas da região pelo governo.



O acidente na Baía de Minamata - Japão
O acidente foi provocado pelo despejo de efluentes industriais, sobretudo mercúrio, na Baía de Minamata.
Um dos piores casos de intoxicação relatados saiu sucintamente relatado numa coluna intitulada "Morte pela Boca". Conta o artigo que o mercúrio presente em resíduos industriais despejados durante anos na baía de Minamata, no sul do Japão, contaminou o pescado da região. De. 1953-1997, 12.500 pessoas haviam sido diagnosticadas com o "Mal de Minamata".
É uma contaminação que degenera o sistema nervoso e é transmitida geneticamente, acarretando deformação nos fetos." As conseqüências: surdez, cegueira e falta de coordenação motora.
A repercussão só se deu em 1972, quando por força de decisão judicial inédita no mundo, as vítimas passaram a receber indenizações pelos males sofridos.


O acidente de Seveso - Itália (1976 )
Em 10 de julho de 1976, sábado, em Seveso, cidade italiana perto de Milão, o superaquecimento de um dos reatores da fábrica de desfolhantes (o tristemente famoso agente laranja da Guerra do Vietnã ) liberou densa nuvem que, entre outras substâncias, continha dioxina, produto químico muito venenoso.
A nuvem baixou no solo, atingindo um setor da cidade com 40 residências e voltou a subir. Logo no domingo, começaram a morrer animais domésticos, e dias depois os moradores, principalmente crianças, apresentavam sintomas de grave intoxicação. As 733 famílias da região afetada foram retiradas, e abriram-se crateras de 200 metros de diâmetro para enterrar tudo que se encontrasse na área contaminada, que abrangia, além de Seveso, as localidades de Cesano.


O acidente de Bhopal – Índia (1984)
Falha no equipamento foi a explicação dada para o vazamento de isocianato de metila, gás altamente venenoso que matou 3.300 pessoas, além de bois, cães e aves, na cidade de Bhopal, na India, em 4 de dezembro de 1984.

O número citado é apenas oficial,correspondente às primeiras horas após o acidente. Na verdade, dos aproximadamente 680.000 habitantes de Bhopal na ocasião, 525.000 foram afetados, muitos gravemente, o que leva a crer que o total de mortos teve crescimento desde então.



A fábrica de pesticida onde ocorreu o vazamento foi imediatamente fechada pelo governo indiano e Bhopal, semanas depois da tragédia, estava praticamente vazia. A maior parte da população fugiu ou foi retirada.


CÉSIO 137 – 1987

GOIÂNIA

Quatro óbitos iniciais...
19 gramas de material radiativo
3.500 m3 de resíduos

...e tudo isso por 300 kg de chumbo!
(R$ 1,00 por quilo)

Saiba mais sobre o CÉSIO 137 clicando no link abaixo:
http://www.greenpeace.org.br/nuclear/cesio/flash_cesio.html

--

O conceito de impacto ambiental refere-se exclusivamente aos efeitos da ação humana sobre o meio ambiente.

Portanto, fenômenos naturais, como: tempestades, enchentes, incêndios florestais por causa natural, terremotos e outros, apesar de poderem provocar as alterações ressaltadas não caracterizam como impacto ambiental.

--

" O que hoje é um paradoxo para nós, será uma verdade demonstrada para a posteridade."(Denis Diderot)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário